Notícias da CCR AutoBAn

Notícias

27/06/2013 | Releases

Fazer o bem faz bem: CCR AutoBAn leva teatro infantil a Várzea Paulista

Com o objetivo de levar de forma interativa lições de cidadania, solidariedade e preservação do meio ambiente a crianças das comunidades localizadas ao longo do Sistema Anhanguera-Bandeirantes, a CCR AutoBAn incluiu a peça teatral “Fazer o bem faz bem” nas atividades extracurriculares do programa ambiental e de educação de trânsito Estrada para a Cidadania. Na próxima segunda, dia 1º. de julho, cerca de 1,4 mil alunos de Várzea Paulista assistirão ao espetáculo para reforçar as lições aprendidas em sala de aula. A peça, que tem duração de 45 minutos, será apresentada no Ginásio de Esportes da Vila Popular, em dois horários: 9h e 14h.    

 

Desde o dia primeiro de junho passado, cerca de 10 mil crianças de escolas municipais de 16 cidades ao longo do Sistema Anhanguera-Bandeirantes já puderam assistir à peça, que tem como protagonistas os personagens-símbolo do Programa Estrada para a Cidadania, Lucas e Luiza. Na peça, os dois são surpreendidos por uma forte chuva de verão e ficam assombrados com a quantidade de lixo boiando na enxurrada. Decidem, então, ajudar o planeta, mostrando que pequenas atitudes nocivas são capazes de prejudicar a vida de todos.

 

 

Programa Estrada para a Cidadania

 

Realizado em parceria com as Secretarias Municipais de Educação e direcionado a alunos do 4º e 5º ano da rede pública municipal, o projeto é constituído por ações educacionais que disseminam, por meio de oficinas anuais e atividades extracurriculares para educadores, conceitos de segurança no trânsito, cidadania e proteção ambiental. O Estrada para a Cidadania conta com material didático exclusivo, constantemente atualizado, e busca inserir a educação para o trânsito e meio ambiente em diversas disciplinas. Visando a inclusão de professores e alunos com deficiência visual, todo o material também é produzido em Braille. Em 2012, o Estrada para a Cidadania da CCR AutoBAn atingiu 55 mil alunos, 1.700 professores e 230 escolas das cidades ao longo do Sistema Anhanguera-Bandeirantes. 


Voltar