Notícias da CCR AutoBAn

Notícias

01/08/2017 | Releases

CCR AutoBAn realiza operação Corta Fogo no Sistema Anhanguera-Bandeirantes

Em apoio à Operação Corta Fogo, coordenada pela ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo – nas rodovias que integram o Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, a CCR AutoBAn, concessionária que administra o Sistema Anhanguera-Bandeirantes, realiza ações de conscientização e de combate a incêndio nas margens das rodovias administradas pela empresa. O programa de prevenção tem coordenação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e envolve diversos órgãos estaduais, como Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, entre outros.

Seja por meio da veiculação de mensagens de orientação nos 28 paineis eletrônicos fixos ou a partir de ações de combate aos focos de incêndio, a concessionária busca minimizar os impactos destas ocorrências para os usuários da rodovia: além do problema ambiental, o alastramento do fogo representa risco à segurança para os motoristas, já que a fumaça reduz a visibilidade.

De acordo com a ARTESP, o período entre os meses de agosto a outubro concentra praticamente um terço dos casos de incêndio às margens das rodovias na malha concedida do Estado de São Paulo. Em 2016, foram registradas 550 ocorrências nesses meses no Sistema Anhanguera-Bandeirantes.

Como parte da estratégia de atendimento, no Sistema Anhanguera-Bandeirantes todas as viaturas de atendimento - inspeção, guinchos leves, pesados e Resgate – possuem abafadores, equipamentos úteis para o primeiro combate aos focos de incêndio. Profissionais que atuam nestes veículos são treinados e capazes de atuar nesse tipo de situação. Além disso, durante o período de estiagem, a concessionária posiciona caminhões-pipa em pontos estratégicos das rodovias. Para aumentar a agilidade, a CCR AutoBAn possui ainda um veículo de inspeção equipado com tanque de água e bomba de alta pressão.

“Quando identifica um foco de incêndio às margens da rodovia, seja por meio das 105 câmeras instaladas no sistema Anhanguera-Bandeirantes, a partir de informações da equipe de tráfego ou dos usuários, a concessionária encaminha os recursos necessários para o primeiro combate, como, caminhões-pipa e profissionais treinados para este tipo de ocorrência. Se necessário, o Centro de Controle Operacional também aciona o Corpo de Bombeiros ”, explica o gestor de Atendimento da CCR AutoBAn, Odair Tafarelo.

De janeiro a julho de 2017, foram registrados 896 focos de queimadas no Sistema Anhanguera-Bandeirantes, queda de 34% em relação ao mesmo período do ano passado.

Ao identificar um foco de incêndio às margens das rodovias, o usuário pode comunicar a CCR AutoBAn por meio do telefone 0800-055 5550 ou a partir de um dos 544 telefones de emergência instalados a cada quilômetro do Sistema Anhanguera-Bandeirantes.

Operação Corta Fogo.  
De acordo com a ARTESP, as ações de comunicação da Operação Corta Fogo começaram na última segunda-feira, 31. Ao longo das próximas semanas, haverá mensagens educativas e de alerta inseridas nos painéis de mensagem eletrônica das rodovias e banners no site da ARTESP e das concessionárias. Também serão publicados posts no Facebook e no Twitter da Agência com informações que serão compartilhadas pelas concessionárias. O principal alerta dado ao motorista é que ele comunique a concessionária, através do serviço 0800 de cada rodovia, sob focos de incêndio observados ao longo da viagem.
 
Causas
Ainda de segundo a ARTESP, uma das principais causas de queimadas nas rodovias é o lançamento de pontas de cigarros pelas janelas dos veículos. Essa “bituca” acesa serve de ignição para o incêndio na vegetação seca. Outros fatores são a utilização de fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, fogueiras, queimadas para fins agrícolas não autorizadas e a queda de balões. Nas faixas de domínio das rodovias, boa parte dos focos é provocada pela própria população vizinha à estrada ou transeuntes, principalmente nas áreas mais próximas aos aglomerados urbanos. Por isso toda a vigilância é necessária.

Dicas de segurança
As queimadas comprometem a segurança do motorista, já que a fumaça reduz a visibilidade, o que pode ocasionar a acidentes. Caso o motorista se depare com alguma queimada na rodovia, além de avisar os órgãos competentes, ele pode tomar algumas precauções para prevenir acidentes:

- reduzir gradualmente a velocidade;
- fechar os vidros do veículo;
- manter distância segura do veículo da frente;
- trafegar com farol baixo aceso;
- não ligar o pisca alerta com o veículo em movimento;
- não parar na faixa de rolamento.

Fonte: CCR AutoBAn


Voltar